Precisa aumentar a margem de lucro, invista em automação!

Essa semana desenvolvemos um processo de geração de faturas, dentro do Simple Pack CRM, após status ganho na oportunidade, não era complexo, com tudo era repetitivo, e tomava muito tempo da equipe para fazer os lançamentos após o fechamento do pedido, depois tomada mais tempo da gerencia para conferir os lançamentos e por fim mais tempo com a conferência dos dados que era refeito pelo departamento de faturamento.

O cenário era de retrabalho contante, sem falar na possibilidade de erros de informações que paravam o processo e voltavam, que normalmente geravam atraso no faturamento, entrega, gerava reclamações dos clientes e de todos da equipe.

Para se ter uma ideia do tamanho do prejuízo que a empresa tinha sem perceber, eram necessários cinco minutos do vendedor para preencher a planilha de solicitação de faturamento encaminhar por e-mail para gerente. O gerente comercial precisava de mais 5 minutos para abrir e-mail conferindo os dados e encaminhar para o faturamento. O faturamento demorava mais 10 minutos para receber o e-mail abrir a planilha, conferir os dados, copiar a informação célula por célula e colar no ERP para gerar a fatura e todo workflow de cobrança liberação do pedido.

Uma conta uma conta de rápida temos basicamente 20 minutos de trabalho apenas para um pedido, três pessoas foram envolvidas no processo, cada qual com seu salário e custo operacional e estimando Que estivesse estimando que estivesse tudo certo e a informação fluice sem nenhum problema de ponta a ponta.

O problema saltou às vistas, depois que o cliente debruçou-se sobre o processo e mediu a quantidade de faturas emitidas por mês extraindo a quantidade de acertos e erros do processo, fiquei pasmo com o índice de 12,4% de erros ao longo do mês.

Cerca de 40 faturas emitidas tinham algum problema no processo e voltaram para o vendedor refazer ou para o gerente comercial ajustar a informação, fazendo uma conta rápida 40 erros vezes 20 minutos temos 800 minutos ou 13 horas e 19 minutos de retrabalho e prejuízo.

Temos 176 horas de trabalho úteis em 4 semanas do mês, é ainda fazendo conta o processo de retrabalho apenas para emitir a ordem de faturamento gerava um prejuízo de 7,5%, é mais que muito investimento hoje em dia.

Bem, caminhando para o final feliz da automação, após a entrega todos os processos de fechamento de pedido e solicitação de faturamento ainda eram realizados pelos vendedores, bastando colocar a oportunidade no status “ganho”. O gerente de vendas passou a monitorar um painel com as oportunidades ganhas e aprovar digitalmente passando para o faturamento.

OKoce pode pensar “mas é o mesmo processo”, e você está certo o processo e o mesmo, mas a via de transmissão dos dados e os filtros para evitar o erro não dependem mais da ação individual, eliminando as duplicidades e o retrabalho de escrita de planilhas, e-mails, cópias, respostas e encaminhamento da resposta da cópia do e-mail. Todo passou a fluir em uma única via, centralizando, organizando e automatizando os processos.

Não esqueci do título, o investimento feito para automatizar o processo foi amortizado em menos tempo que o cliente imaginava, com impacto direto na qualidade da informação e qualidade de vida para os funcionários.

Compartilhe a informação

Importância do CRM para a competitividade

Essa semana recebi um arquivo PDF com gráficos sobre a importância da Inovação na vida das empresas.

Os gráficos os gráficos a Viviane o indicador “Importância da Inovação para a competitividade”, existe 80% dos entrevistados apontaram como essencial a prioridade.

É curioso é curioso como por vezes temos o entendimento que Inovar seja apenas trabalhar com coisas novas, contudo o termo também indica realizar algo que nunca havia sido feito antes, neste ponto convido o leitor avaliar o que ainda não fez no seu dia a dia.

Debate pronto pode ter certeza que você terá que fazer força para encontrar algo alguma ação que você ainda não tenha realizado no seu dia a dia. Vivemos em um círculo de informação e ações com tamanha velocidade que os detalhes passam despercebidos.

Quer um exemplo prático?

Quantos Quantos contatos você tem na sua caixa de e-mail, destes quantos por cento você trocou mensagens dos últimos 3 meses, por fim você consegue classificar os assuntos que foram trocados com essas pessoas?

É bem provável é bem provável que ainda não tenha tido esta preocupação, e depois de ler o trecho acima você talvez de você perguntar porquê esta informação seria relevante.

Para darmos relevância aos números acima vamos expandir a visão e buscar os dados de todas as caixas de e-mail de toda sua equipe, claro que teremos cadastros repetidos, uma parte significante com dados desatualizados, mas este não é o ponto. O que nos interessa é saber o tamanho da carteira de clientes ativos que sua empresa tem e quanto, quando é como seu time conversa com esta carteira.

OK, vamos detalhar o exercício, por que é tão difícil alcançar a meta de faturamento sem ter que conceder descontos e alongar a forma de pagamento para poder fechar pedidos. Provavelmente seus vendedores devem reclamar da concorrência, do valor do Dólar, das condições de pagamento, da crise, etc., mas o real motivo para ter dificuldade em bater as metas ninguém consegue explicar.

Voltando para o assunto dos e-mails, saber o quanto é quando seu time conversa com os clientes para gerar novos orçamentos, negociar fechamentos, entender ou visualizar os assuntos que estão relacionados com as conversas para oferecer novidades de produtos e serviços, ou até antecipar ações.

Ter um CRM como o Simple Pack na empresa te ajuda a centralizar as informações, organizar os dados e automatizar os processos corriqueiros, como uma simples ação de agradecimento por um pedido fechado ou por ter recebido um de seus vendedores em uma visita.

Gerenciar o relacionamento com o cliente quer dizer estudar os número gerados diariamente, comparar os indicadores e tomar decisões com segurança.

Como podemos inovar hoje?

Fazendo algo diferente do corriqueiro, como por exemplo desenhar o processo de prospecção de novos clientes ou o processo de geração de propostas com as etapas do funil de vendas.

Compartilhe a informação

O site da sua empresa ajuda a vender?

Estamos em um tempo em que os trabalhos com desenvolvimento de websites estão ficando cada vez mais sofisticados. Temos diagramações espetaculares, animação, conversão para mobile, chatboots interagindo com Internauta e no final de tudo isso, quando você pede para a pessoa se cadastrar através de um formulário, você recebe apenas um e-mail.

Até aqui tudo bem mas a informação deste e-mail que destino tem?

Você guarda numa pasta da sua caixa de entrada no Outlook?

Mais de uma pessoa tem o e-mail de contato na caixa de entrada do Outlook?

Ok está arquivado mas e aí qual dos dobramento, quem ficou encarregado de conversar com aquela pessoa que está interessada no nosso site oferece.

Neste ponto do artigo honrado leitor já deve ter lembrado de algumas vezes em que o potencial cliente foi simplesmente esquecido, todo trabalho de diagramação, geração de conteúdo, estudo de cores, dialeto, investimento em Google AdWords e mais um monte de dinheiro simplesmente se perde pelo esquecimento.

O Simple pack CRM é uma plataforma que te ajuda a centralizar as informações, dentro das funções básicas da nossa plataforma temos o gerador de formulários que você pode colocar no seu site e captar esses potenciais clientes e gravar diretamente no CRM, resolvemos o problema o arquivo, mas também podemos implementar um processo o direcionamento e este contato para o vendedor, responder automaticamente como se fosse uma pessoa agradecendo pelo contato, programar uma ligação de follow-up ou de primeiro contato, e mais uma infinidade de fluxos de trabalho.

Ter o Simple pack CRM na sua empresa significa parar de perder oportunidades de negócio, principalmente por esquecimento ou desorganização da informação, dentro do fluxo de trabalho conseguir formatar e extrair relatórios para entender aonde o seu processo está funcionando bem e onde precisa de ajuste.

Se você ficou interessado em integrar o seu site seu Facebook, LinkedIn ou outra rede social junto com uma plataforma de CRM saiba que processo é muito simples, não é necessário um grande esforço ou perícia técnica para poder ter o que há de melhor e mais estruturado no fluxo de gestão do relacionamento com seus clientes.

Caso você ainda não tenha se convencido, convido a se cadastrar em qualquer um dos formulários da nossa página no soluções em CRM experimentar o fluxo de trabalho de contato da nossa equipe comercial.

Tecnologia de ponta acessível para empresas de todos os tamanhos.

Compartilhe a informação

CRM, o software não faz tudo…

Esta frase pertence a meu amigo André, da vendadesoftware.com.br;

“Aprendi da pior forma. Saí do caderno TILIBRA para o Salesforce e nada mudou.”

O termo CRM hoje em dia está nas principais postagens data internet, não é preciso procurar muito para esparrar conteúdos que mais conteúdos falando sobre CRM, neste artigo eu gostaria de conversar com o honrao leitor sobre uma das coisas que aprendi ao longo dos anos implantando sistema de gestão de relacionamento com o cliente.

Acreditar acreditar ou imaginar que o software fará tudo por você, é um grande erro.

Desenvolvo plataforma Simple Pack CRM desde 2004,  em 2018 conseguimos o reconhecimento de marca registrada. Nesta longa jornada de 14 anos entendemos que apesar das empresas terem culturas diferentes, trabalhar em mercados distintos, venderem produtos e serviços dos mais diversos, a primeira aflição do gestor, gerente ou diretor comercial, começa pela falta de um mapa dos processos o fluxo de trabalho de vendas.

Em em todos os projetos que alcançam sucesso, o fator de sucesso foi ter um profissional dedicado a estudar, registrar e formalizar os processos da área comercial, todas as vezes que uma ideia nova vinha para integrar o projeto, era certo que teríamos problemas, pois “por ser uma ideia nova” ainda não havia sido testada, e assim cedo estava sujeita ao erro e a mudança. Contudo nos processos que já eram conhecidos, e aqui estou falando do dia a dia, não havia retrabalho no desenvolvimento, era apresentar  o sistema para a equipe e imediatamente receber aprovação do cliente, pois o sistema reproduz o que acontecer “na vida real de vendas”.

Simple Pack CRM oferece uma gama enorme de funções e funcionalidades, nossos vídeo treinamentos apresentam exemplos práticos, coisas do dia a dia e nossa área de análise e customização contribui com métodos e processos longamente testados e aprovados em nossos projetos.

Em algumas vinhetas de apresentação do Simple Pack CRM temos a frase de Leonardo da Vinci “a sofisticação está na simplicidade”, digo isso pois aprendi uma máxima de sistemas que diz “só é difícil por que não sabemos, quando aprendemos torna-se simples”.

Compartilhe a informação

No momento não preciso de CRM …

Recebi esta resposta a um primeiro contato apresentando o Simple Pack CRM para um potencial, achei interessante publicar dentro do contexto da negativa de oferta de qualquer produto, explico:

O volume de informações que recebemos diariamente é tamanho que naturalmente construirmos ferramentas, ou atalhos, para lidar com velocidade e tratar o volume de mensagens recebidas, estamos falando da famosa resposta automática. A resposta que o potencial cliente me mandou poderia ser “não preciso de Vassouras neste momento” ou então “não estou interessado em pacotes viagens” é possível aí vai.

Ao meditar sobre o contexto da negativa, cheguei ao entendimento que por mais que tenhamos conteúdo na internet falando sobre CRM, o termo ainda não é comum como por exemplo ERP, que vem sendo trabalhado desde a década de 90. Digamos que só por mencionar a sigla ERP, as pessoas naturalmente associam a gestão financeira e Contábil.

Mas voltando ao CRM, convido o honrado leitor a meditar sobre qual a importância de gerenciar o relacionamento com seus clientes? Você saberia medir, ou quantificar, a importância em ter os dados de quantas vezes você conversou com seus clientes, ou quando foi a última vez que falou com seu cliente e sobre o que você conversou, as informações sobre quantos orçamentos você enviou para ele, quais foram os termos que foram negociados e quantas propostas você ganhou e quantas você perdeu, e dentro deste universo medir o que funcionou para ganhar a proposta e qual foi o motivo das que você perdeu.

Retornando para a negativa que me levou a escrever este artigo, montei um relatório para quantificar as negativas que eu e minha equipe de representantes recebemos diariamente, percebi que apenas 5% das ligações evoluíram para um segundo contato. Com esta informação estruturamos um procedimento de pré apresentação e depois ligar para o potencial, sem surpresa nosso índice de evolução para apresentação e proposta subiu para 32% das ligações, com isso aumentamos nosso número de propostas emitidas e por consequência a quantidade de pedidos.

Sempre falo em meus artigos que “administrar é tomar decisões sobre dados e números”, ter uma plataforma de CRM como o Simple Pack vai te ajudar a captar estas informações e tomar decisões melhores, que naturalmente levarão a melhorar os resultados de vendas e a maximizar a capacidade comercial da sua empresa.

Compartilhe a informação

Qual sua meta de faturamento para este ano?

O primeiro trimestre deste ano está encerrado, quanto foi realizado no período?

Em algumas das vezes que sou questionado no porque as empresas precisam de CRM, há um breve entendimento que trata-se de uma ferramenta para controlar o que os vendedores estão fazendo, ou uma solução pronta para resolver todos os problemas de processos da área comercial. Gerenciar o relacionamento com o cliente é medir o que estamos fazendo, em diversos artigos pontuei esta questão, traçar objetivo de faturamento no ano evolve variáveis como tamanho de mercado, estimativa de crescimento da economia do país, comportamento dos consumidores e tendências sociais, entre tantas as mais importantes de todas costumam ser renegadas ao esquecimento a capacidade de produção e o valor de venda do seu produto ou serviço.

Estipular quantas vendas você quer realizar ao longo do ano, para atingir o faturamento, requer dimensionar a quantidade de trabalho que deverá ser realizada e os indicadores de controle para garantir que os resultados sejam atingidos.

Deixando o techniques de lado estou falando das ações de prospecção, apresentação, proposição, negociação e fechamento de pedido. Se a equipe de vendas não produzir diariamente novos potenciais clientes sua empresa padecerá da deterioração da Carteira de clientes, a perda ou encolhimento do faturamento está ligada diretamente a não entrada de novos clientes. Se a sua equipe de vendas não registrar as quantidades do que está produzindo, ligações, reuniões, emissão de propostas e negociações como será possível entender o que está funcionando e o que precisa de ajuste no processo?

Um gestor comércial contemporâneo necessita de dados para poder avaliar e decidir, o papel dos e poupex RM centralizar organizar e automatizar o fluxo da informação para que seja possível traçar cenários e tomar decisões.

Fazendo um breve exercício com números podemos dizer que o objetivo da empresa para o ano de 2018 é fechar 2000 pedido de vendas, vamos deixar de lado o valor de faturamento em dinheiro apenas para poder compor um exemplo.

Dividindo a quantidade de pedidos para o ano Digamos que o ano tem a 10 meses juntos teremos 200 pedidos por mês, 50 pedidos por semana, 10 pedidos por dia. Dito isso temos então as metas anual, mensal, semanal e diária.

Digamos que sua equipe de vendas tenha cinco vendedores ou representantes comerciais, fazendo rápido entendimento cada pessoa deverá tirar dois pedidos por dia.

Modelando o funil de vendas teremos então que para cada pedido que eu tenho fechado eu preciso ter cinco propostas aprovadas e para ter estas preciso ter 25 propostas em negociação, 125 propostas emitidas, que são fruto do relacionamento com 625 contatos que conheço. Claro que o honrado leitor já fez a conta que são dois pedidos por dia ou seja a base de trabalho deve ter 1250 pessoas qualificadas na carteira de contato de cada um dos seus vendedores. Subindo na base de dados 6000 potenciais clientes, e para você entender que estes potenciais São pessoas que trabalham em empresas que têm qualificação para comprar o que estamos oferecendo.

Neste ponto do texto você deve estar questionando se esses números são possíveis, por experiência própria posso dizer que são perfeitamente viáveis, utilizando apenas um exemplo de participar como visitante numa feira, o vendedor consegue no catálogo de empresas participantes uma média de 200 empresas, Sem contar os contatos e troca de cartões que são feitas durante a visitação, Se o vendedor participar de uma feira por mês serão das feiras no ano, 2000 contatos em apenas um ano de trabalho. Claro que existem empresas de prospecção via internet, algumas especializadas buscar base de dados qualificadas, outras focadas em pesquisa na internet para montar cadastro de potenciais clientes, sem falar nas campanhas do Google que você pode conseguir novos potenciais clientes através do seu site, uma vez vencida a questão de como conseguir 6.000 potenciais clientes resta saber como gerenciar o relacionamento com todas essas pessoas, subindo na produção de dados teremos pelo menos quatro emails para cada pessoa, estou falando de 24.000 e-mails enviados no ano, duas ligações pelo menos, serão 12 mil ligações no ano, uma visita ao menos, serão seis mil visitas no ano.

Imagino que se você chegou até aqui O texto deve estar com um milhão de perguntas e exausto Só de imaginar a quantidade de trabalho gerada para atender 6.000 potenciais clientes, a pergunta é se por um acaso ou seguir maternizar todos esses contatos qual o percentual de aproveitamento e conversão de se seis mil novos potenciais clientes e clientes que compram efetivamente com você?

É simplesmente impossível gerenciar esta quantidade de informações utilizando planilhas, caixas de e-mail do Outlook e anotações feitas em cadernos de papel. Com certeza Em algum momento a informação será perdida ou esquecida.

O gerente financeiro é responsável por cuidar e monitorar o dinheiro da empresa, quanto dinheiro é faturado com as vendas e como esse dinheiro é aplicado nos pagamentos, Você consegue imaginar escutar do seu gerente financeiro que ele tem uma noção mais ou menos de como está a saúde financeira da empresa?

No mesmo sentido imagine gerenciar área comercial contando apenas com uma noção mais ou menos de quanto vamos conseguir faturar ou do que mais ou menos os vendedores estão produzindo.

Gerenciar o relacionamento com o cliente é trabalhar com informação, voltando ao título deste artigo como é possível ter um plano de meta de faturamento se não temos um plano de controle para atingir esta meta?

Pense nisso.

Compartilhe a informação

12.249 e-mails em 5 anos

Quer entender melhor porque você precisa de uma ferramenta de Gestão do Relacionamento com o Cliente (CRM) aí na sua empresa?

Hoje estava prestando suporte para um cliente, a tarefa era subir o formulário de cadastro de potenciais (ou leads) no site dele. Para testar a programação do formulário, que foi gerada automaticamente pelo módulo de campanhas do Simple Pack CRM, cadastrei meu nome e e-mail e apontei o envio para o nosso CRM. Ao conferir o cadastro correto do lead uma informação me chamou a atenção, no registro histórico associado ao meu e-mail encontrei o número 12249, curioso cliquei na coluna ordenar por data de criação para ver qual era a data do primeiro e-mail associado a esta conta de e-mail, uma mensagem de março de 2013, curiosamente ao longo de 5 anos de trabalho com a conta de e-mail, recebi essa quantidade toda de e-mails.

Com a curiosidade ainda mais aguçada resolvi montar um relatório quantificando o número de mensagens por empresa cliente, organizando os contatos existentes e os que já saíram apontando a quantidade de mensagens trocadas com cada um.

O resultado gerou um relatório que quantificou e organizou em grupos de informação com a quantidade de e-mails trocados com potenciais clientes, destes inclui um filtro para separar os potenciais convertidos para saber quantos haviam se tornado clientes, em uma hora de trabalho pude repassar cinco anos de informação trocadas só por e-mail.

Gerenciar, segundo dicionário, significa planejar, organizar, executar e acompanhar os resultados gerados com a ação.

Respondendo à pergunta do começo do artigo por que precisamos do Simple pack CRM?

Para ter informações precisas e disponíveis em tempo real para que possamos compreender os processos da empresa, aprimorar as ações e maximizar as possibilidades de ganhos e resultados positivos.

Compartilhe a informação

Sonhe grande, comece pequeno.

Todo projeto inicia com uma idéia que soluciona uma demanda. Com o CRM não é diferente, começa com a necessidade de ter informações organizadas, compreender o fluxo das vendas, o vai e vem dos clientes, os processos que a equipe realiza e os resultados alcançados. Contudo destina-se a responder uma pergunta:

Quanto vamos faturar este mês?

Os problemas começam ao enumerar as necessidades versos as possibilidades que a automação possibilita, e o que deveria começar com a organização dos dados parte para integrações com ERP, site, sistema de logística, aplicativos de apontamento de horas, controle de despesas, reembolsos e uma lista sem fim.

Organizar os dados, cadastro de empresas, os contatos que nelas trabalham separado dos potenciais clientes, parece pouco mas sem esta fundação, ou base de dados, bem estruturada não é possível extrair relatórios ou comparativos.

Sendo prático, basta questionar quantos Clientes, empresas ou pessoas que já compraram algum de seus produtos ou serviços, deixando claro que o monte de cartões que vamos trocando e pegando no dia a dia não quer dizer que sejam clientes, potenciais são apenas isso uma possibilidade.

Administrar administrar a ansiedade de ter tudo pronto de imediato versus o trabalho necessário para se ter a informação organizada Centralizado em automatizada é muito grande no início de qualquer implementação de sistema, o caminho bastante prático que desenvolveu ao longo desses anos foi ao me deparar com as solicitações de integração e automação, em via de regra, procuro testar se estamos tratando de uma ideia ou de um processo que já funciona, automatizar processos manuais que já funciona no dia a dia é o primeiro passo, contudo não podemos esquecer organizar a base de dados não é possível nenhuma automação.

Sempre sempre comento em meus vídeos e artigos uma fala de Leonardo Da Vinci “a sofisticação está na simplicidade” o projeto bem-sucedido de implantação do sistema de gestão de relacionamento com o cliente começa com um cadastro bem feito.

Compartilhe a informação

Vendas 3.0

Se você é o dono da empresa, diretor comercial ou o gerente este artigo foi escrito para te fazer pensar um pouco sobre a web e as vendas.

Houve um tempo em que se a empresa não tivesse um telefone fixo ela não estava pronta para o mercado, depois passamos pela fase em que a empresa deveria ter um fax para poder se comunicar com o mercado, então surgiu a web.

Dificilmente uma empresa consegue competir no mercado sem ter um website, mais do que um outdoor ou que um cartão de visitas, website caminha para se tornar um vendedor ou uma extensão do “pensamento vendedor” no empresário moderno.

Os antigos websites eram criados a partir de tabelas, que funcionavam bem nos desktops e notebooks, eram quase planilhas com imagens que serviam como uma “catálogo”, mas para o mundo da informação “o tempo é mais curto” e em menos de 5 anos os primeiros sites evoluíram de um catálogo para canal de interação com os internautas.

As redes sociais abandonaram o formato convencional de website desktop e migraram para os smartphones que tornaram-se companheiros inseparáveis do ser humano.

Pois bem, a grande revolução deste século é a acessibilidade à informação, se você fizer uma rápida reflexão dificilmente você verá uma pessoa sem seu telefone próximo, olhando mais de perto esse telefone irá tocar a pelo menos uma vez a cada 5 minutos sinalizando uma mensagem, um e-mail ou um comentário que alguém fez em uma das diversas redes sociais ou encaminhou para o proprietário do aparelho.

Aí você me pergunta; Tá mas o que isso tem a ver com o título do artigo?

Simples a conectividade Full Time permite conversar com centenas se não milhares de pessoas por dia, você pode responder através das redes sociais, encaminhar e-mails, disparar mensagens via WhatsApp, e ainda no jeito mais antigo telefonar para as pessoas. Fazendo uma rápida analogia do método antigo de vender, onde era preciso visitar as pessoas fisicamente, ou seja, se deslocar até a empresa do cliente, hoje podemos navegar e contatar pessoas do outro lado do planeta usando o Skype, transmitir vídeos como se estivéssemos pessoalmente conversando, encaminhar e trocar documentos, compartilhar a visualização de telas apresentar produtos, com isso o vendedor que antigamente conseguia no máximo realizar quatro visitas por dia, hoje é capaz de realizar mais de 10 reuniões em um único dia de trabalho.

Ok, mas aonde fica o título do artigo?

Simples na gestão da quantidade de informações. Pare por um instante e reflita onde armazenamos e organizamos todas as conversas e tarefas que são realizadas em um único dia de trabalho?

Centralizar essas informações para serem organizadas e automatizar os processos é fundamental para conseguir gerenciar o relacionamento com seus clientes, não basta ter uma caixa no Outlook e achar que as pastas vão te ajudar a guardar informação, tudo que fará será acumular megas e mais megas de informação não lida, e quando precisar fazer um relatório com certeza gastará horas preciosas do seu dia para tentar organizar e formatar a informação.

O processo de vendas 3.0 entende que seu Website é a maior ferramenta de vendas que você pode ter empresa, você pode interligar com as redes sociais, pode publicar conteúdos sobre a sua empresa, disseminar o conhecimento que você domina e atrair interessados, em proporções simplesmente assustadoras se forem comparados com o método de contato físico com as pessoas.

As possibilidades de vendas utilizando a web para divulgar e apresentar produtos e serviços ainda não podem ser limitadas a um número simples pois dia após dia uma nova técnica de divulgação ou formatação para disseminação da informação é implementada, e assim a competição fica cada vez mais acirrada.

Você e sua empresa estão preparados para cuidar deste fluxo de informação absurdo?

Para terminar esse artigo gostaria de pontuar um dito que aprendi há muitos anos atrás:

“A seca mata lentamente, contudo a enchente mata de uma vez”.1

Compartilhe a informação

Pense grande, comece pequeno.

Este dito popular é a primeira lição para implementar o CRM na empresa.

Ao longo dos anos participei de muito projetos que começavam tratando de integração do ERP com o CRM, com processos de automação complexos, funcionalidades de cálculo, alertas, distribuição otimizada, passagem de carteira inativa e por aí vai. Bem como todo projeto e montava-mos o escopo, participava-mos de inúmeras reuniões, revisavamos o escopo, construia-mos o ambiente de desenvolvimento, homologação e no momento de colocar em produção, uma série de passos não haviam sido previstos, inúmeras revisões vinham dos usuários, isso quando não era solicitado novos módulos e funções, normalmente acontecia quando o usuário conhecia a ferramenta e as possibilidades de automação.

Por fim o desgaste para colocar o projeto em produção sempre era grande para os dois lados.

A partir de 2010 mudamos o formato de implantação do CRM, começamos pela base de dados, organizando a estrutura de cadastro, montando a organização de acessos e uso, o mais simples possível. Tudo para colocar o CRM em produção o mais rápido possível, coletando os leads ou potenciais, formalizando o processo de agendamento de reuniões, tarefas e e-mails.

Com a base de dados organizada as demandas dos departamentos de tornam mais claras e fazem sentido, permitem para o gestor do projeto priorizar e implementar as funções e funcionalidades de uma vez só. Com isso evitamos a interminável sequência de revisões e alterações do projeto.

Em suma, para implementar um CRM na empresa e preciso iniciar pela base, centralizar edepois evoluir para as integrações e automações. Apenas com a organização básica que o Simple Pack CRM disponibiliza no início da utilização provém ganhos de performance e velocidade nos processos básicos da informação da área comercial.

Depois de iniciada a operação aí sim podemos planejar a integração com o ERP, Site, Workflow para automatiza os processos que já estão sendo realizados pela equipe.

Compartilhe a informação